Joel Marinho

 

O incansável guerreiro



Textos

ALGUÉM DE BOM CORAÇÃO
POR JOEL MARINHO
Dona Júlia já estava no quinto dia dormindo na fila da Caixa Econômica Federal para receber o bendito 600 conto que o governo federal destinou às famílias de baixa renda no Brasil nesse período de pandemia.
Enfim dona Júlia conseguiu entrar naquela agência cheia de gente, um aglomerado tão grande que mais parecia a procissão para a catedral de Nossa Senhora Aparecida.
De repente alguém funcionária da agência gritou:
- Senhora, a senhora não vai poder ficar dentro da agência, temos que obedecer as normas da OMS que diz que não pode ficar aglomerado sem máscara.
- Mas quem é essa OMS, perguntou dona Júlia? Seria o diretor ou diretora da agência?
- Não senhora, respondeu alguém na fila. É a Organização Mundial da Saúde.
Ela ainda quis bater de encontro a moça, mas já se dando por vencida e com fome apenas esboçou um sorriso amarelo e em seguida as lágrimas lhe banharam as faces já envelhecida pelo tempo e provavelmente pelo sofrimento.
Quando ia saindo um senhor que acabara de receber também o seu tão sonhado seiscentão puxou a máscara do rosto com o nariz escorrendo coriza e colocou no rosto de dona Júlia para que recebesse o seu também.
Todos aplaudiram o gesto carinhoso e espirituoso do homem e dona Júlia enfim recebeu o seu dinheiro.
Infelizmente não sabemos se dona Júlia chegará a receber a sua segunda parcela. Espero nas forças espirituais que sim.
 
 
Joel Marinho
Enviado por Joel Marinho em 04/05/2020


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras