Joel Marinho

 

O incansável guerreiro



Textos

O GIGANTE E OS VERMES  
Por Joel Marinho
O gigante era forte e valente, sua verde mata era exuberante e fundia-se ao amarelo do ouro e o azul do céu que de vez em quando ficava ainda mais fantástico com as nuvens cor de algodão passeando com o vento pra lá e pra cá.
Durante séculos o gigante aguentou firme a batalha, mas um dia foi vencido e caiu de joelhos por terra. Seus  velhos inimigos, os vermes os corrói todos os dias e ele já sem forças ainda tenta reagir, mas diante a impossibilidade o gigante vai desfalecendo devagar.
Ó nobre gigante, queira levantar! Não deixe que os vermes o sucumba, tu és forte, mas sei que mesmo sendo forte e valente não dá para suportar tantos vermes atacando ao mesmo tempo.
Como eu queria gigante, como eu queria ter uma fórmula mágica e te ver levantar derrotando todos os vermes que sugam as tuas forças desde a tua infância!
Dizem que a esperança é a ultima que morre, mas diante a realidade até mesmo ela já agoniza no CTI da maldade.
 
 
 
Joel Marinho
Enviado por Joel Marinho em 30/05/2020


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras