Joel Marinho

 

O incansável guerreiro



Textos


COMO EU ERA BOBO!
Lembranças do período de puberdade
No tempo que eu sonhava em liberdade
E contava os dias para os meus dezoito anos.
Aos dezessete anos só queria ser livre
E sentir aquele gostinho de felicidade
Sair cantando e dançando igual à Frozen:
“Livre estou, livre estou, livre estou”!
Como os contos de fada nos induza pensar.
Então, enfim os dezoito anos chegou
E lá vem a “liberdade” individual:
Vai votar sim, é obrigatório!
Vai se alistar sim, é obrigatório!
Vai trabalhar sim, é obrigatório!
Vai pagar as contas sim, é obrigatório!
Vai casar sim, “é obrigatório”! Bem...
E quando for possível, se for...
Então te diverte um pouquinho.
E aos dezoito anos bati no peito
E gritei: EU ESTOU LIVRE!
Ah, como eu era bobo!
Ou será que ainda sou?
JOEL MARINHO
 
 
 
 

 
Joel Marinho
Enviado por Joel Marinho em 02/08/2020
Alterado em 03/08/2020


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras