Joel Marinho

 

O incansável guerreiro



Textos

SONHO OU DELÍRIO?
Era um acorde de grande ousadia,
Ó noite fria por que me acorda?
A suntuosa alvura da areia da praia
Confundem minhas retinas vazias
Tão denso nevoeiro aqui borda.
 

Que sonho lindo no paraíso!
Íamos passeando de mãos dadas
Seguindo na estrada deserta
Perdi-me no teu belo sorriso
E acordei na fria madrugada.
 

Ó Deus, me mande à morte!
Ou dai-me mais uma chance
De olhar para aquele sorriso
Da belíssima deusa consorte
E sentir seu respirar ofegante.

 
Se for sonho Deus, não me acorde!
Deixa-me dormir eternamente
No meu leito pra sempre deitado
E deixai que o amor me transborde
Em belos deleites da minha mente.
 

E se por acaso eu tiver acordado
Delirando no deserto sem leito
Deixai-me caminhar sem destino
Nesse oásis o qual me tem dado
Me mate com ela em meu peito.

JOEL MARINHO
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
Joel Marinho
Enviado por Joel Marinho em 18/08/2020


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras