Joel Marinho

 

O incansável guerreiro



Textos

QUANDO É QUE SURGE NA VIDA A TAL MALDADE NO “HOMEM”?
POR JOEL MARINHO

Toda criança ao nascer
Não traz nenhuma maldade
Não conhece falsidade
Tudo o que quer é comer
E assim encher a barriga
Porém há algo que intriga
E de tristeza me consome
Responda a mim sem perfídia
Quando é que surge na vida
A tal maldade no “homem”?
 
Queria muito um dia
Acordar com essa resposta
E não mais fazer aposta
Em quem posso confiar
Queria um ser mais humano
Para não ter desengano
E no mundo não ter mais fome
Sem resposta repetida!
Quando é que surge na vida
A tal maldade no “homem”?
 
Dizem-me que o ser humano
É imagem e semelhança
De um Deus de confiança
Mas acho que há engano
Se o Deus é de amor
Explique-me, por favor!
Mas te peço, não embrome!
Diga por que essa intriga?
Quando é que surge na vida
A tal maldade no “homem”?
 
E não venha com balela
Falando de livre arbítrio
Isso eu não admito
Já não me desce à goela
Quero algo mais concreto
Não esse segredo secreto
Tal couro de lobisomem
Sem palavras descabidas
Quando é que surge na vida
A tal maldade no “homem”?
 
E por aqui vou ficando
Esperando a resposta
Mas tem que ser bem composta
Nada de vir me enrolando
Já me enrolaram demais
Culparam até o satanás
E da responsabilidade somem
Tire-me essa dúvida sofrida
Quando é que surge na vida
A tal maldade no “homem”?
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Joel Marinho
Enviado por Joel Marinho em 25/08/2020


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras