Joel Marinho

 

O incansável guerreiro



Textos

O SORRISO DA SERPENTE E A MAÇÃ DA EVA
Quando Adão viu a maçã
Da Eva bem vermelhinha
Afiou sua faquinha
Era sexta de manhã
Rachou no meio a danada
Devorando na dentada
Comeu a sua metade
A cobra toda eriçada
Com a boca lambuzada
Sorria pra divindade.
 
Adão de barriga cheia
Viu Deus lhe olhar zangado
Dizendo, ó amaldiçoado
Apronta a costa pra peia
Daí pra frente a Adão
Só chicote e cinturão
De gente “fidumaégua”
Fale a mim a verdade
Se naquela vida selvagem
Dispensava a maçã de Eva?
JOEL MARINHO
 
 
 
 
 
 
 
Joel Marinho
Enviado por Joel Marinho em 08/01/2021
Alterado em 08/01/2021


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras