Joel Marinho

 

O incansável guerreiro



Textos

CHORO DOS INOCENTES
Ouço o grito dos inocentes
E o sorriso dos maus
Nas esquinas os bêbados
E os homens sem nome.
Eles estão lá todos os dias
No entanto, são invisíveis.
As crianças nos sinais
Pedem um trocado
E são xingados por alguém
De forma veemente.
- Vai trabalhar vagabundo!
Aquele grito ensurdecedor
Em enorme surto
É contra uma criança
Que perdeu a infância
E deixou de existir,
Entretanto, ela existe!
Tem sentimentos
Tem sofrimentos
Mas perdeu a esperança.
Eu ouço o choro dos inocentes!
E o sorriso dos maus
Se torna mais forte.
A loucura tomou o mundo
E cegou os homens de bens.
JOEL MARINHO
 
 
 
 
Joel Marinho
Enviado por Joel Marinho em 10/02/2021


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras