Joel Marinho

 

O incansável guerreiro



Textos

COM O TEMPO NÃO SE BRINCA
JOEL MARINHO
Ao espelho o jovem olhou
E um sorriso belo deu
Não há mais belo que eu
E o espelho lhe confirmou
Você é o mais bonito
Deixa os corações aflitos
Só de ter sua presença
O tempo ali só olhando
A tudo observando
E que aquele jovem pensa.
 
Quanto o tempo quis falar
O jovem disse, cai fora!
Não jogue conversa fora
Você não vai me pegar
O tempo apenas sorriu
De fininho então saiu
E ficou de longe olhando
Aquele jovem sem “sorte”
Que ou tinha a sina da morte
Ou o tempo lhe esperando.
 
Hoje olha o pobre velho
Aquele espelho borrado
Ele no quarto deitado
Com dores pelo joelho
O tempo lhe acaricia
Já sente a lâmina fria
Pra dar seu último mergulho
Naquela cova apertada
E o tempo em gargalhada
Vendo acabar seu orgulho.
 
 
 

 
 
 
 
 
 
Joel Marinho
Enviado por Joel Marinho em 16/02/2021


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras