Joel Marinho

 

O incansável guerreiro



Textos

QUEM SOU EU?
Diante a imensidão do espaço
Talvez um grão de areia na estrada
Talvez, talvez nada ou quase nada!
Sou apenas um sopro de oxigênio
Um coração que bate pra parar
Uma lembrança que já vai passar
Em apenas um pouco de tempo
Ficarei apenas memória
Na saudade de alguém,
Decididamente, não sou ninguém.
Mas afinal, de onde vem,
Quem me permitiu
Essa loucura de sonhar?
Se pudesse me definir em uma palavra
Mediante a esse espaço tão medonho
Poderiam me chamar de qualquer nome
Mas o meu sobrenome seria SONHO.
JOEL MARINHO
 
Joel Marinho
Enviado por Joel Marinho em 03/04/2021


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras