Joel Marinho

 

O incansável guerreiro



Textos

MAIS UM DIA QUALQUER
Com um prato cheio de fome
O menino virou homem
Antes mesmo de crescer.
E nas noites frias ele dizia:
Deus, por que fui nascer?
E nos sinais vendendo balas
Por ironia ou não ele caiu
Numa vala crivado de balas.
Dizem que foram perdidas
E lá se foi mais uma vida
Uma História que não se conclui.
JOEL MARINHO
 
Joel Marinho
Enviado por Joel Marinho em 30/09/2021


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras